segunda-feira, 28 de março de 2016

Os treze pontos do governo pós-impeachment, comentados por mim

Quando dissemos aos anti-petistas que eles estão reivindicando a troca do ruim pelo pior, nós estávamos falando bem sério. Mas ao invés de negociar com petistas para que deixem de roubar e façam um governo melhor, preferiram agir como bárbaros insanos e destilar seu ódio sem limites até a expulsão total de seus algozes petistas do governo.

Com a possibilidade do impedimento dar certo, os tucanos, verdadeiros reivindicadores da volta da direita ao poder, já começam a agir, negociando possíveis ministérios no governo Temer, além de várias exigências e medidas que foram reunidas pelo deputado petista Paulo Pimenta, como um resumo de tudo que a direita faz questão para o novo governo.

Será um cenário triste, com o cancelamento de oportunidades para a grande maioria da população. Os anti-petistas ricos estão tranquilos, mas os anti-petistas que não são ricos vão penar junto com o resto da população, sendo traídos pelos políticos de direita que foram apoiados. Até porque capitalista só gosta de dinheiro e seres humanos para eles, tirando os que lhes dão dinheiro, servem muito mais de obstáculos a satisfação plena de seus interesses.

Vejam o que a direita pretende fazer com o país em 13 (irônico: número do PT e número do azar) pontos. Já sabemos que o povo vai afundar, mesmo que a economia brasileira e o bem estar dos donos das Grandes Corporações estejam indo muito bem. É o preço a pagar por exigir um homem "culto", "elegante", "bem aparentado" e sobretudo rico, defensor de valores retrógrados e interesses mesquinhos e arrivistas, no poder. Os pontos, seguidos por meus comentários:

1 – O Golpe midiático jurídico com farto apoio empresarial tem objetivos que vão além de tirar o PT do poder e impedi-lo de ter a força que tem.
O PT, mesmo de forma falha e até mesmo incompetente, tentou melhorar a vida dos brasileiros mais humildes. Mas errou feio em priorizar medidas paliativas e focar o acesso ao consumismo. Mas mesmo assim, fez melhoras visíveis e isso desagradou a elite que não gosta de repartir benefícios. Com a retomada do poder, a elite exigirá a exclusividade de seus privilégios, barrando muitos no mercado de trabalho através da privatização de empresas públicas, sobretudo a Petrobrás, foco de cobiça da direita. 

2 – Os compromissos assumidos pelos golpistas, envolvem profundas mudanças nas legislações trabalhistas e previdenciárias para retirar direitos.
O acordo não fala no fim dos concursos públicos, mas a privatização significa o fim deles, já que empresários odeiam estabilidade dos funcionários e sua ganância lhes faz desejar colocar e tirar quem quiserem, de acordo com os interesses pessoais. Vários direitos poderão ser eliminados para diminuir custos e aumentar os lucros dos mais ricos, que aumentarão a desigualdade social e agravará a má distribuição de renda do país com uma das mais cruéis injustiças sociais, perdendo apenas para países subdesenvolvidos da África e da Ásia e o Haiti.

3 – Ampliação de privatizações, incluindo CEF, BB, universidades e o alvo principal Petrobras é uma das exigências dos financiadores do golpe.
Como eu falei, pode piorar o acesso e a permanência de cidadãos no mercado de trabalho, além de aumentar as desigualdades sociais concentração de renda, prejudicando a vida de uma imensa multidão de brasileiros. O ensino superior, que sempre foi falho (todo o sistema educacional brasileiro e falho, particular ou privado, superior ou não) vai ser ainda pior, exclusivamente feito para ricos entrarem no mercado de trabalho.

4 – Uma novidade que ganha força entre os golpistas é a ampliação para 15 dos integrantes do STF com a imediata indicação do novos ministros.
O STF seria um grande aliado a legitimar as atitudes do governo direitista, que não teria escrúpulos para manter e aumentar seus interesses particulares. Ou seja, a direita poderia roubar, manipular e cometer atos ilícitos, sob a proteção da lei. Parece estranho mas é esta a intenção: legitimar o ilegítimo.

5 – Ponto pacífico entre os golpistas é a exigência que a Lava Jato suba para o STF após a consolidação do golpe contra Dilma e o PT.
Com a expulsão dos petistas e a satisfação dos que queriam ver o PT fora do poder, não haveria mais motivo para que um super-juiz elitista de um estado tradicionalmente elitista (Paraná) servisse de pompa midiática para angariar apoio popular. A Lava Jato seguiria quieta no STF até inocentar todos os direitistas envolvidos e impedir um possível retorno do petistas ao poder, caso a população anti-petista se sinta traída por um governo direitista que não teria tempo de criar medidas de impacto positivo.

6 – Moro com o vazamento da lista Odebrecht garantiu seu protagonismo junto aos golpistas frente a perda de influência com a decisão de Teori.
Moro deixa de ter utilidade com a derrota dos petistas. O juiz que na verdade foi construído para ser um herói tipicamente hollywoodiano, voltaria ao seu anonimato e continuaria com o seu trabalho normal. A não ser que Moro tire proveito da popularidade fulminante e largue a toga para se tornar presidente, o que é pouco provável.

7 – CPI contra os movimentos sociais é aposta mais forte dos golpistas para a criminalização das lideranças populares e redução de suas influências.
Criminalizar o direito da população de exigir respeito, dignidade e qualidade de vida é uma das metas do governo direitista, que estaria fazendo uma ditadura branda, obrigando a população a aceitar sem questionar as medidas amargas para "o equilíbrio do país". Ou seja, para que o país possa melhorar, a população terá que sofrer e de preferência calada e sorridente. E tome mais carnaval, futebol e religião para amansar as almas inquietas!

8 – Alterações que envolvem MPF e PF estão também no pacote de maldades. Já a Globo quer somente a renovação das concessões, algumas vencem em 2018.
Ainda não sei que alterações serão estas, mas alterar instituições importantes que deveriam defender a população é sempre uma ideia ruim. Já as Organizações Globo seguirão tranquilas sem seu maior obstáculo, fingindo para os olhos mais ingênuos que "finalmente a democracia se estabeleceu". Estabeleceu com o corte de muitos direitos sociais e o aumento da concentração de renda.

9 – Naturalmente para os golpistas, após afastar Dilma e criminalizar Lula e o PT, a Lava Jato já no novo STF não teria mais sentido.
O STF pegaria a Lava jato apenas para dar um epílogo a ela e oficializar o seu fim, já que todos os bodes expiatórios foram punidos. Os verdadeiros responsáveis pela corrupção no país seguiriam impunes e poderosos, conduzindo a suposta "democracia" que então se iniciaria.

10 – E para o bem e pacificação nacional será concluída, salvando os incautos envolvidos e perdoando a todos que desejam um novo Brasil, sem PT.
E assim, a Lava Jato se encerra solenemente e todos estarão felizes até que a primeira medida direitista a prejudicar a sociedade seja anunciada.

11 – Nos nomes cogitados para o “novo” STF, estão o do próprio Temer. As demais indicações seriam de Aécio, Cunha e a OAB, que receberia seu quinhão.
Cunha aumentaria o seu poder no novo governo e Aécio, mesmo longe da presidência (que seria de Temer) teria voz importante nas decisões governamentais, tendo o direito de indicar, mesmo informalmente (competência exclusiva de presidentes da República) juristas para serem Ministros do STF, que em troca trabalharia a favor do novo governo.

12 – Alguns pontos completares dos golpistas: o fim da possibilidades de estrangeiros no mais médicos e a PEC da demarcação de áreas indígenas.
Se é para expulsar estrangeiros, que expulsem as Grandes Corporações e os espiões americanos infiltrados em nossa sociedade. E coitados dos indígenas: os verdadeiros donos da Terra, tradicionalmente violados em sua dignidade, estarão em pior situação. Se os médicos estrangeiros não podem trabalhar aqui, porque os 90% de descendentes estrangeiros tem que dar pitaco nas vidas dos indígenas, esses sim os os legítimos brasileiros natos?

13 – Por fim a cereja do bolo: o retorno do financiamento privado das campanhas, o ‘argumento’ mais forte utilizado pelos golpistas. Dinheiro chama dinheiro, simples assim.

segunda-feira, 21 de março de 2016

A mídia tradicional distorce a realidade

Caro amigo, se você se baseia apenas no que você vê na televisão ou lê nos jornais e revistas, lamento te dizer: você está sendo enganado, tendo uma ideia errada do que acontece na realidade. A observar: os donos dos meios de comunicação tradicionais, que não sou eu nem você, estão manipulando todas as peças para que você pense que está sendo feita justiça quando na verdade é um meio sujo de devolver ao poder os candidatos favoritos desses donos.

Acontece no Brasil o que já foi narrado de forma metafórica na alegoria da Caverna de Platão: onde prisioneiros de uma caverna definem a realidade através de imagens distorcidas nas sombras da caverna e quando um deles sai da caverna e mostra a verdadeira realidade, os prisioneiros se revoltam achando que o companheiro liberto está mentindo e que a realidade está nas sombras. Não lembra bem o que acontece hoje na mídia televisiva (as tais sombras?).

Não vou ficar aqui defendendo PT ou Lula porque não tenho provas nem contra, nem a favor. Mas tenho visto muitas provas de que a mídia, junto com o judiciário, age a serviço de um grupo de elitistas que está disposto a colocar um representante da elite de volta ao poder. 

O combate a corrupção não passa de uma desculpa para autorizar esse combate que pretende dar vitória às forças retrógradas que querem eliminar pobres, gays, ateus, negros e quaisquer minorias sociais do direito ao bem estar e à felicidade. Burgueses sempre foram taxativos em defender seus privilégios e lutar por meio de discursos preconceituosos para impedir que seus bens supérfluos e excessivos sejam repartidos com o resto da humanidade.

E como os grupos que controlam a mídia oficial fazem parte dessa elite, eles usam a sua poderosa arma para tentar transformar a população tradicionalmente avessa a análises objetivas em um exército anti-petista a lutar agressivamente pela volta dos sempre egoístas burgueses ao poder.

E como a mídia faz isso? Simples: lança mão da capacidade de criar boas novelas e as insere nos telejornais que supostamente revelam os fatos da realidade. Como verdadeiros folhetins, as estórias vão sendo construídas em favor das convicções e interesses dos donos das mesmas emissoras.

Conheça os cidadãos anti-esquerda que "combatem a corrupção"

Claro que felizmente a grande maioria da população não está interessada no que a mídia diz, preferindo verificar melhor o que se diz sobre os rumos dessa briga política. Mas os ingênuos que acreditam na mídia, mesmo poucos, são ricos, são influentes e contam com grandes corporações e lideranças poderosas ao seu lado. Acreditam na mídia como "representante do povo" e possui um elitismo que justifica perfeitamente o ódio a tudo que represente a melhoria de distribuição financeira, sobretudo as ideologias de esquerda.

Para a direita, a luta pela sobrevivência é uma competição e os direitos básicos são prêmios a serem conquistados. É natural para os burgueses que "perdedores" morram ou no mínimo sofram. E para ser mais cruel, o sistema estipula que além de conquistar os "tais prêmios", as elites também ganham o "direito" de fazer as regras do jogo. Ou seja, quem quiser ter o mínimo necessário, terá que seguir as regra criadas e impostas pela elite.

Essa elite é a que luta pela derrota fulminante dos petistas ou de qualquer um que se apresente ideais que diferem do Capitalismo. Se esquecem esta elite egoísta e mal informada que o Capitalismo decai no mundo todo e que cada vez mais fica difícil para a direita esconder seus erros e trapalhadas. 

Países evoluídos já utilizam uma terceira via que une a solidariedade socialista com o progresso industrial/comercial do Capitalismo, num sistema novo que já difere dos outros dois por unir o progresso econômico com a justiça social sem prejudicar quais quer dos lados. Seria esse o plano do PT se não tivesse adversários odiosos atrapalhando o seu caminho.

Não sabemos como irá acabar essa briga política. Se quaisquer dos lados vencer o outro se armará em prol de uma guerra civil que, observando o calor das circunstâncias, será algo inevitável e que pode gerar graves danos a imatura sociedade brasileira, ainda presa a um sistema tradicionalmente carniceiro, faminto por carne alheia.

Vê se não entra na minha festinha!

Que infelicidade! Algo que não desejo a ninguém, nem mesmo ao meu pior inimigo, é ter que compartilhar a mesma data de aniversário junto com um crápula. É triste ver que no mesmo dia em que comemoro alegremente mais um ano de sobrevivência, uma pessoa deplorável está fazendo a mesma coisa hoje. Triste.

Ah, eu completo 45 anos hoje. E nada de revoada de tucanos a tentar pousar na minha cabeça!

Mas na minha festinha esse pulha e sua patota não entram. Ele que vá assoprar as velinhas em outra freguesia, junto aos sádicos fascistas que o apoiam! E bem longe de mim!


segunda-feira, 14 de março de 2016

O ódio legitimado da manada enfurecida

Ontem ocorreu mais uma manifestação contra o PT e suas principais figuras a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente e ex-sindicalista Luís Inácio Lula da Silva. A manifestação, que a mídia já não esconde ser contra o PT e não mais contra a corrupção, trouxe algumas novidades e um sério alerta.

O que não foi novidade é a reação de petistas e aliados às manifestações. Os petistas insistem no clima de "já ganhou", ignorando que não tem condições de controlar a situação, mesmo que não estejam em numero maior (e o fato dos protestos serem apenas nas capitais e - com exceção do Rio de Janeiro - em melhor numero que o esperado, provam isso), os inconformados anti-petistas estão em número suficiente para invadir o Palácio do Planalto e derrubar tudo, tirando Dilma na marra e espancando-a, possivelmente até a morte. 

Outros detalhes a não ignorar é o imenso nível de ódio dos anti-petistas, que esbaldam grossas babas de raiva e o fato de que existem peixes muito grandes por trás: os revoltosos sabem que podem contar com a mídia, com Grandes Empresários e com lideranças influentes como o Super Juiz Sérgio Moro, oficialmente canonizado nos protestos de ontem como um "deus" vivo.

Direita moderada convertida em um bando de cachorros mortos

A grande novidade dos protestos de ontem é que a direita menos radical, PSDB, DEM, setores do PMDB e similares, já despertam tanta raiva quanto os petistas. Misto de traidor e bunda mole, Aécio já não serve mais como liderança dos neoconservadores. Crente que seria agrande figura dos protestos, saiu praticamente expulso, já que não deu mais para esconder a sua participação em esquemas de corrupção, já que foi citado cinco vezes em um só depoimento.

O povo, que já não esconde também a sua ignorância política, por desejar apenas a retirada de um grupinho e tolerar que um sistema sanguinário substitua um sistema que nasceu altruísta, que é o Socialismo, infelizmente estereotipado pelos erros dos deturpadores soviéticos. E graças ao estereótipo, virou sistema non grato para a maioria da população despolitizada metida a politizada.

O povo, somando o ódio a um grupo político com a má informação sobre o cenário político real, não quer saber de conversa: quer ver sangue e a punição de seus inimigos favoritos. Pouco interessa a população se o próximo governante vai melhorar o país. Eles querem é eliminar os seus desafetos, tudo que vier depois, mesmo que seja um holocausto fascista, é lucro.

Os heróis da novelinha midiática neofascista

A grande mídia, talentosa na hora de criar suas novelas, consideradas as melhores do mundo, aproveitou para criar a sua. Se de um lado, ps petistas e agora os direitistas moderados, foram rebaixados a quadrilha de vilões, por outro lado, dois oportunistas com cara de galã acabaram se tornando os grandes heróis dessa novela dos horrores: Jair Bolsonaro e Sérgio Moro

Bolsonaro, que a primeira vista não passa de uma figura patética, não merece ser subestimado. O militar de formação cristã, adotado como líder do neofascismo e que infelizmente faz aniversário junto comigo (que desgraça!) é na verdade uma bomba humana prestes a explodir. Não conhecemos as verdadeiras intenções dele, mas o fato de contar com a submissão de odiosos fascistas dispostos a matar inocentes para satisfazer seus interesse pessoais, serve como um importante alerta.

Já Sérgio Moro, um juiz relativamente jovem (tem um ano a menos que eu, idade considerada pueril para uma profissão marcada por homens bem idosos) que veio praticamente do nada e que tem uma aparência que lembra a de um super-herói de quadrinhos (o que reforça a mitologia em torno dele) e que de uma hora para outra virou uma espécie de paladino da justiça só porque conseguiu enfiar na cadeia uma série de desafetos criados pela mídia.

Claramente atrelado a um dos lados apenas, apesar de ter negado isso (humanos nunca assumem a culpa de seus erros em público), Moro é um importante instrumento a ser utilizado pela extrema direita. O juiz, que agora te o povo ao seus pés poderiam muito bem usar a sua já poderosa influência para fazer o que quiser. Mesmo que decida matar os petistas, ele continuará sendo ovacionado pela população que, sem valores a defender, recorre ao ódio irresponsável como único meio de resolver os problemas do país. E que dano gigantesco surge pela má qualidade da educação no país.

Reação do PT é o pior erro a ser cometido

Diante de uma multidão de analfabetos políticos ensandecidos, se retirar de cena nem que seja provisoriamente seria o melhor que os petistas, incluindo Lula e Dilma, poderiam fazer. Mas não fazem, insistindo com o excesso de autoconfiança que os faz tratar os opositores, de fato leões famintos, como se fossem gatinhos fofinhos.

Embora estejam com a lógica, o bom senso e o apoio de lideranças intelectualmente mais equilibradas, os petistas não contam com o apoio midiático e das grandes corporações. Mesmo que estejam com a razão, é preciso assumir que os petistas perderam a capacidade de controlar a massa enfurecida. Essa massa não está a fim de lógica e de bom senso: quer porrada, sangue, quer ver seus desafetos se ferrando, em situação pior possível.

E sabe qual a ideia que os petistas tiveram para tentar "contornar" a situação? Entregar um cargo do governo a Lula. Os petistas não mediram os níveis da catástrofe que poderá nascer dessa decisão. Lula, totalmente desacreditado e estigmatizado como bandido de alta periculosidade e líder de uma suposta máfia, não possui quaisquer condições de ocupar qualquer cargo político. Só vai aumentar ainda mais a raiva da massa revoltada, que infelizmente conta com o apoio de poderosos inimigos dos petistas.

João Goulart também estava em clima de otimismo quando foi deposto. A História mostra o que aconteceu com ele. Possivelmente, Lula, Dilma e seus simpatizantes estão pedindo a mesma coisa, Pois se eles não saírem por decisão própria, a direita vai se armar até os dentes e jogará qualquer tipo de ética e lógica no lixo e passar por cima dos lideres petistas como um gigantesco rolo compressor.

Os petistas estão subestimando seus inimigos. E não só eles vão levar a pior. O povo brasileiro todo vai levar a pior, principalmente os que apoiaram as lideranças neofascistas. Ninguém, seja de que lado for, sabe o que os neofascistas são capazes de fazer.

segunda-feira, 7 de março de 2016

PT Saudações: para o bem do próprio PT

Nosso blogue está realmente de férias. Mas os fatos que acontecem em nosso país me forçou a escrever um texto extraordinário a ser publicado no calor dos acontecimentos.

O clima de "já ganhou" que os petistas demonstram me preocupa. Claro que apesar de não ser petista, percebo que Lula está sendo vítima de uma injustiça. Acompanhei sua trajetória. Quanto aos outros petistas não posso falar sobre isso. Mas noto que o PT deveria fazer algo que parece meio desagradável para seus membros e simpatizantes, se não quiser permitir a instalação do caos ou talvez da guerra civil em nosso país.

Os petistas agem como se não percebessem que seus opositores, apesar de estarem em menor número, são fortes, altamente influentes e detêm o controle midiático. Estão chamando leão faminto de "meu gatinho fofinho". A onda de ódio anti-petista é crescente e pode, como vem demonstrando, gerar consequências catastróficas.

Sensatez x Poder de Influência

Mesmo que direitistas sejam burros, odeiem História e criem suas convicções com base na confiança na mídia e em instituições que para eles parecem confiáveis, além de estarem muito mais interessados em tirar um desafeto do poder do que combater a corrupção, eles contam com o apoio do Poder Econômico, representado pelos homens mais ricos do país e das cúpulas locais das empresas estrangeiras instaladas no Brasil. A esquerda tem a sensatez, mas a direita tem o poder de influência.

É muito dinheiro sendo investido para transformar a população inconformada em um exército anti-petista para lutar pela volta da direita ao poder. A falta de discernimento e a má educação desses inconformados* dá oportunidade para que a mídia manobre de forma bem sucedida, transformando em "informação" boatos típicos de adolescente revoltado com os interesses que estão sendo negados.

Os direitistas, mesmo burros, não devem ser subestimados. É uma considerável multidão em ponto de bala, com fome selvagem de vingança pela manutenção do inimigo que supostamente ameaça seus interesses. Os petistas e também a esquerda em geral, precisa agir para que essa inconformação não se transforme em uma sanguinária guerra.

Dilma renuncia e o PT é extinto

Sim, é isso mesmo que foi escrito. Infelizmente tem que se tomar medidas drásticas e amargas para que as coisas não piorem. Seres humanos valem mais que ideologias e manter o PT, totalmente desacreditado e com a reputação não somente manchada, mas em ruínas, só pode piorar as coisas.

A renúncia de Dilma e o fim do PT poderia acalmar a direita e seu "exército" de inconformados. Com o fim do PT, a direita se sentiria dispensada de usar a força e poderia retomar o poder com maior tranquilidade. Seria claro, um governo conservador, excludente, mas não sanguinário. Como Lula e Dilma não acabaram com o Capitalismo, creio que pouca coisa iria mudar com uma direita moderada no poder.

Mas em caso contrário, como ameaça acontecer, já que os petistas ignoram que perderam prestígio, a direita arrumará um jeito violento para voltar ao poder. A direita possui o dinheiro e a mídia nas mãos como principais armas para manobrar as circunstâncias a seu favor. Para conter a teimosia petista, instalaria um governo com mãos de chumbo que não mediria esforços nem ética para usar a força para que os petistas e qualquer tipo de desafeto não tenha que impedir os planos dominadores da elite enraivecida.

O ideal que o PT fosse extinto, esperasse a poeira baixar e retornar com outro nome e uma proposta mais moderna, totalmente divorciada do estereótipo socialista consagrado pelos soviéticos. Precisamos de um novo Socialismo, mais prático e menos teórico e que proponha o bem de todos não essa insanidade de "Ditadura do Proletariado" que preocupa os direitistas mal-informados.

O PT teve uma bela trajetória. Lula foi e ainda é um grade líder. Mas está desacreditado graças a um trabalho muito bem articulado pela grande mídia, que sabe criar obras de ficção e se aproveita da ignorância e do inconformismo da população. Para o bem dele, de seu partido e de seus simpatizantes, seria melhor ele sair de cena, ficar no anonimato e retornar mais forte.

O moribundo Partido dos Trabalhadores deveria acabar para o bem dele mesmo e pensar em uma nova forma de fazer Socialismo, renascendo totalmente novo, sem fazer referências ao antigo partido. Se continuar como está, vai acabar pela força, da pior maneira, totalmente ensaguentado pela coronhada dada pela hoje "altamente confiável" direita, cuja figura "heroica" é simbolizada na pessoa do bravateiro juiz Sérgio Moro. 

Melhor para o PT encerrar sua trajetória de cabeça erguida do que ser "conduzido coercitivamente" a se extinguir, com a cabeça baixa e sem condições de reverter a sua realidade e tendo que aceitar na marra o autoritarismo de uma elite que sempre quis o poder a riqueza e o prejuízo alheio.

Bom lembrar que esse clima de otimismo petista lembra muito o clima positivo do Governo de João Goulart para ele depois ser deposto violentamente e começar a história triste que conhecemos e que se encontra num cenário perfeito para retornar

---------------------------------------------------------------------------
*OBS: Para quem acha que a elite não e burra porque possui diploma, lembro que diploma nunca serviu como atestado de inteligência. A inteligência é demonstrada pelo bom senso e pelo discernimento. E conseguir um diploma é muito fácil, bastando, em tese, cumprir o que os professores (que fingem ensinar) exigem dos alunos (que fingem aprender). 

Sabe-se que o sistema educacional brasileiro sempre foi decadente em todos os níveis e todas as classes e que além de ser exclusivamente focado no mercado de trabalho, consagrou o mito de que "inteligência" é acúmulo de informação quando na verdade é o processamento de ideias. Processamento errado, inteligência ruim. É o que é observado em cerca de - pasmem! - 90% dos brasileiros. Resultado da péssima educação oferecida no país há décadas.