segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

O medo dos direitistas não é do PT nem do Lula. É do Robin Hood!

O ódio anti-PT não para de crescer e é só personalidades como o Lula aparecer para atiçar os ânimos de quem gostaria de ver o ex-sindicalista e ex-presidente atrás das grades. Mas o ódio anti-PT pelas suas características, certamente não é por causa da corrupção. Até porque os direitistas possuem seus corruptos de estimação. Na verdade o medo dos petistas tem outro motivo.

O que se pode confirmar sobre esta onda de ódio e na verdade o medo do fim da sociedade dividida em classes, o que significaria a perda dos privilégios dos mais ricos e poderosos. Estes enxergam nos petistas e em qualquer um que eles classifiquem como "Comunista" a concretização do famoso personagem Robin Hood, aquele que roubava dos ricos para dar aos pobres.

Esse medo é que criou a paranoia que consagrou os comunistas como vilões oficiais da política mundial, criando o que foi apelidado de "caça às bruxas" , por inspiração ao que aconteceu na era medieval. Por sinal ideologicamente bem afinada com os paranoicos capitalistas.

Mesmo com algumas limitações e focando mais o consumismo do que a qualidade real de vida, os governos petistas ofereceram alguns avanços sociais. É muito aquém do que prometeram em campanhas, mas o suficiente para irritar integrantes da elite que correram para abraçar seus bens supérfluos que correspondem ao seu excesso dispensável.

O envolvimento de alguns petistas e de partidos associados em casos de corrupção deu a oportunidade que a elite esperava para destruir aqueles que tiraram seus ídolos, representantes das dinastias mais ricas do país, do trono. E a vingança veio faminta e imediatamente os donos do poder acionaram a mídia, como nos tempos da Idade Média (lembram dos leitores de pergaminho nas praças a falar as notícias do reino?), a clamar o povo a seguir as elites.

E um festival de boatos iam se arraigando para que não apenas os petistas corruptos, mas todos os integrantes do partido fossem criminalizados para facilitar o serviço de expulsão para que as elites retornem ao poder, manipulando as leis em favor dos interesses das elites. Algo como o oposto de Robin Hood, tirar dos pobres que não tem para dar aos ricos que tem muito, a essência do Capitalismo.

As elites sempre agem ferozmente quando os interesses delas são afetados. Em episódios como no congelamento de preços do governo Sarney, no Confisco do Collor e nas conquistas petistas, os brasileiros mais ricos, recorrem ao povo como um exercito a lhes defender para que a "saudável" desigualdade de renda, poder e direitos, seja mantida. 

Pois sendo  Capitalismo, o pseudo-mocinho dessa estorinha, é mais do que interessante manter uma elite feliz e uma plebe obediente. Romper com isso seria uma catástrofe para os donos dos meios de produção, verdadeiros donos do poder e dos bens produzidos.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Direitistas, sem seguir a lógica, acabaram se desentendendo

A racionalidade une, a crença separa. A crença separa porque, sem base na lógica e no bom senso, acaba criando na mente de cada um uma convicção equivocada que cria um conflito com a realidade. Ou seja, cada um começa a construir sua própria percepção de realidade e quando uma se choca com a outra, acaba gerando divergências e brigas que podem ser físicas e até fatais.

A direita nunca foi lógica. Interessada apenas em defender os interesses de uma elite cada vez mais gananciosa, os simpatizantes do Capitalismo são capazes de tudo para defender os privilégios da elite, abrindo mão da lógica e da ética para ver seus interesses particulares atendidos e preservados.

Direitistas só são unidos quando as coisas vão bem para o seu lado. Como acabaram de descobrir que seus heróis de direita também são corruptos, o que a ameaça a crença infantil que eles tinham de que a corrupção é prática típica do Socialismo (???!!!), as previsíveis brigas internas começaram a acontecer. Os direitistas acabaram saindo no tapa entre si, o que felizmente enfraquece as suas ânsias de impor a Ditadura do Empresariado.

No blog de esquerda da revista Fórum e publicado também no Blog do Miro, há um texto que mostra uma polêmica entre os direitistas que cresceu feito bola de neve, desunindo os puxa-sacos do Grande Empresariado. A postagem com as informações sobre a briga dos direitistas pode ser lida aqui.

E muitas brigas poderão aparecer, envolvendo mais gente e se tornando física, com direito a muitos socos e pontapés. A direita, odiosa desde a primeira vitória de Lula nas eleições, nunca se conformou em ver um representante do proletariado no poder, usando os escândalos de corrupção apenas como pretexto para tirar os esquerdistas do poder. 

E este ódio efervescente pode estar crescendo em demasia acabando por se virar contra os próprios direitistas, hoje uma classe desunida que não cessa de ver seus integrantes, simpatizantes e representantes também envolvidos em casos de corrupção ainda mais estrambólicos que os que envolveram petistas e integrantes de partidos aliados. A direita vai se afundar e morrerá de suicídio.

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Os erros do PSDB não prejudicam a elite

A elite e os pobres que lhes servem de puxa-sacos aderiram a uma onda de anti-esquerdismo fanático que se baseia não em fatos, mas no que lhe dizem sobre a esquerda. Como boa parte deles é religiosa, estão muito mais acostumados a usar a fé do que a razão, o que explica a crença em boatos.

Mas os mesmos que criticam a esquerda, não criticam os seus pares. Apesar de se rotularem de direitistas e de se afirmarem "livres", não se vê falar mal de corruptos e incompetentes que pertençam à elite. Tradicionalmente, para os brasileiros mais ingênuos e/ou confortáveis, a elite nunca erra e falar mal dela é anti-ético.

Mas esquecem todos que os erros que vemos nos governos petistas na verdade se iniciaram muitos anos antes de Lula sentar pela primeira vez na cadeira de Presidente da República. Mas a elite não está preocupada com estes erros porque o que os tucanos fizeram de errado não atinge os interesses da elite.

Um exemplo: nos governos FHC, empresas brasileiras tradicionais foram privatizadas em troca de preços muito mais baratos do que o valor real dessas empresas. Empresários estrangeiros participara das transações por causa do pouco custo com mão de obra e facilidade de manipulação mental do brasileiro que pode ser induzido a pagar muito para obter seu desejado supérfluo. Uma maravilha.

E a mão de obra barata não envolve a elite. Não será esta elite que receberá um salário minguado, abaixo da dignidade, para poder se virar durante um mês. portanto a elite está e sempre esteve tranquila com a invasão bárbara dos mercenários empresários estrangeiros. Os bárbaros do poder financeiro não a ameaçam. Lembrando que mencionei apenas um dos vários erros do governos tucanos.

A elite, como o nome sugere, ganha bem e não sofre todo o fim do mês para equilibrar as contas. Cada membro dessa elite faz o tipo que não olha a tabela de preços na hora de comprar e sua única preocupação é tentar parecer melhor que os outros numa competição ferrenha onde ele disputa com outros ricos quem tem mais bens, poder e... belas e jovens mulheres.

Para eles, os erros de FHC & CIA passam longe. não geram danos. Os do PT sim, pois boa parte dos petistas não nasceu na elite. Queiram ou não, em sua maioria, são representantes do povo. E o medo desta elite, como foi falado aqui, é que o governo aja como uma espécie de "Robin Hood", tirando os seus privilégios inúteis e convertendo-os em bens necessários aclasse trabalhadora.

Por isso que a elite odeia tanto o PT e as esquerdas. A elite nunca foi humanitária. A luta contra a corrupção é conversa fiada para angariar simpatizantes a causa. A elite quer que a população se dane e que apenas uns poucos afortunados sejam felizes e tenham bem estar. E o bem estar destes poucos nunca foi ameaçado pelos governos do príncipe maquiavélico das elites: Fernando Henrique Cardoso.

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Porque a direita é ruim

Graças aos erros do PT e também pela influência da mídia, que na verdade é a porta-voz dos maiores conglomerados de empresas que atuam no país, está havendo uma onda absurda de clamor para que capitalista tentem salvar o país da crise e da corrupção. Como se capitalistas fossem incapazes de cometer o menor erro, se transformando nos novos heróis de uma sociedade cada vez mais odiosa e emburrecida.

A sociedade não repara que direitistas erram muito mais que a esquerda e que os erros cometidos pelos petistas são tipicamente capitalistas. É uma imbecilidade acreditar que o Socialismo age como agiram os petistas e aliados, como se isso fizesse parte da ideologia.

Capitalistas passaram a ser vistos como "heróis" para a sociedade. Para os mais ignorantes, são os "caras que chegaram lá", se esquecendo - com base na tradicional falta de interesse que brasileiros tem em bastidores - de que há muitas maneiras, várias suspeitas, de se vencer na vida. Como decisões são feitas em geral em salas cuidadosamente trancadas, fica quase impossível comprovar se fulano está sendo honesto ou não.

O Capitalismo é um sistema excludente por tradição. E quem excluí, é capaz de trapacear. Esticar a perna para outro cair é o esporte favorito dos capitalistas. É um sistema anti-humano como o Nazismo e o Fundamentalismo Islâmico, mas discreto em sua metodologia. O Capitalismo usa plenamente os meios de comunicações como seus porta-vozes a manobrar multidões a seu favor.

Capitalistas quando vão contratar um funcionário, não estão contratando um ser humano e sim adquirindo um equipamento. Capitalistas também são escravocratas, salvo exceções, pois se pudessem contratar sem remunerar, seria bastante cômodo para eles. Costumam distribuir renda de forma desigual, no esquema "dez pra mim, um pra você" e assim por diante.

Toda vez que eu pergunto porque capitalistas nunca são vistos como vilões da sociedade, se agem desta forma, sempre ouço desculpas esfarrapadas a invés de explicações sensatas. Os defensores do Capitalismo não costumam ser pessoas racionais, pois preferem entregar a capacidade de pensar às lideranças em quem confiam. E essas lideranças pensam errado, visando apenas lucros pessoais.

Vamos esperar a direita voltar ao poder para refrescar as mentes ocas das pessoas que querem a volta das lideranças capitalistas ao poder. Quero ver alguém que mal consegue se virar com um salário mínimo, que não satisfaz as necessidades mais básicas, achar que um ricaço ganancioso é "gente do bem", posando de altruísta, só porque joga migalhas aos pombos. Migalhas e somente migalhas, é bom destacar.