segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

O jogo dos sete erros das Mini-Festações

Como (quase) todos sabem, ontem ocorreu uma série de protestos contra os petistas. A adesão foi mínima, o que levou aos mais sensatos de chamar os movimentos de "mini-festações". Eu mesmo vi um sair da praia de Icaraí, com um playboy típico, com cara, porte e voz de playboy comandando a multidão com frases odiosas em cima de um carro de som em que aparecia o nome "Serra" escrito sem logomarca explícita, mas com sugestão subliminar. 

O tal playboy não economizou em elogios a Sérgio Moro (seria o candidato dele a ocupar a valga de Dilma em possível "impítima"?), o cara que está correndo atrás dos petistas. No final do dia, os protestos foram considerados um fracasso em todo o país, embora as elites, arrogantes como sempre, não quis assumir a derrota.

Mas os movimentos de direita enfraquecem aos poucos pois não são baseados no bom senso e em fatos, mas na histeria cega e no desejo de colocar a elite de volta ao poder. A elite da população e seus puxa-sacos da classe média nunca engoliram o fato de um representante do povo estar no poder, desejosos que um ricaço cheio de títulos e diplomas esteja no comando do país para governar em prol dessa mesma elite. E como boa parte dessa elite é religiosa, usa a fé cega em seus mestres e na grande mídia para construir suas convicções alucinadas sobre a realidade, achando que a simples eliminação de um grupinho político irá resolver um problema que é muito mais complexo do que qualquer um e capaz de imaginar.

Mas os protestos ao invés de incomodar os esquerdistas sensatos (a intenção da direita é irritar os esquerdistas), acaba se tornando uma piada bastante engraçada, pois os direitistas não cansam de cometer contradições, deixando claro que eles na são contra a corrupção como dizem e sim contra os petistas, que segundo os coxinhas, estão fazendo concorrência com os corruptos profissionais, que são os políticos de direita. Não é raro ver a direita defendendo os seus corruptos, enquanto condenam os corruptos do PT e de partidos aliados do governo.

Vamos rir um pouco e ver os erros dos protestos da direita, que mostram que os simpatizantes do excludente Capitalismo são um bando de ignorantes interessados apenas em proteger seus supérfluos interesses, mais preocupados em salvar a elite do que a nação como um todo.

1) Para direitistas, corrupção é o maior, talvez o único problema do país:
- O pretexto dos protestos é contra a corrupção, que na verdade não é um problema em si e sim um sintoma de um problema mais grave e mais complexo. Mal sabem eles que acabar com a corrupção não vai acabar com outros problemas. A corrupção é resultante do desejo de enriquecimento fácil.

2) A corrupção é prática típica dos regimes socialistas:
Outra declaração infeliz. Creem os direitistas mais lunáticos que o Capitalismo não possui erros e que os capitalistas, sobretudo os Grandes Empresários, são "homens altamente responsáveis e desprovidos de qualquer tipo de defeito", o que faz com que estes pareçam extremamente confiáveis e blindados de críticas. Mas se esquecem os direitistas que o Capitalismo favorece a corrupção, por esta ser resultante do desejo de enriquecimento fácil, este resultante da má distribuição de renda, principal característica do Capitalismo. Somente pessoas extremamente ignorantes podem dizer que essa onda de corrupção é característica dos sistemas socialistas, quando a corrupção é tipicamente capitalista, a olhos vistos, por envolver lucros financeiros.

3) Basta tirar os petistas ou esquerdistas que tudo melhora:
Recentemente li uma declaração infeliz dita por um analfabeto político que disse que "se tirar os petistas, o Brasil melhora". Alto lá! Mal sabe este analfabeto que a política é muito mais complexa do que aquela que aparece na televisão. Telejornais, que dependem de publicidade para ganhar dinheiro, costumam novelizar as notícias para que estas sejam mais palatáveis e atraiam audiência e consequentemente dinheiro. Eliminar o vilão como se faz numa novela é muito fácil, mas incompatível com a realidade. Se as pessoas lessem mais e conhecem História, certamente os "vilões" seriam outros e não os desastrados petistas, que nem saber roubar fazem direito.

4) Camisas da corrupta CBF em protestos "contra a corrupção":
Estava eu na barbearia esta semana e a TV de lá estava ligada em um canal esportivo. Na reportagem mostrada no momento, os jornalistas estavam mostrando uma extensa lista de cartolas do futebol, maioria da FIFA e vários da CBF, sendo citados como comprovadamente envolvidos em corrupção. Que no futebol rouba-se mais do que na política todos sabem, embora finjam não saber. E porque cargas d'água, as pessoas colocam camisetas da CBF nos protestos. Inclusive com o nome de Neymar escrito nas costas, este envolvido em mais de um caso de corrupção e "educado" desde já para ser cartola em um futuro remoto. O ideal seria que os manifestantes vestissem preto, em forma de luto pela corrupção. Mas soa risível condenar a corrupção usando uma camiseta de uma entidade corrupta. Mais um sinal da desinformação e da ignorância dos direitistas.

5) Boatos transformados em fatos:
Direitistas se baseiam no que a mídia diz, pois a mídia é controlada pelos "amados e confiáveis empresários, que nunca mentem, nunca roubam e nunca erram" e por isso, os manifestantes se sentem representados pela mídia, que vai construindo sua visão paralela da realidade, costurada com um festival de boatos e lendas. A má informação e a distorção da realidade alimenta o ódio da direita, gente já sem noção de altruísmo, acostumada a ofender os outros em práticas e bullying digital ou presencial, para defender seus abusivos privilégios como se fosse um direito básico.

6) Corrupção é desculpa. O medo das elites é de distribuir seus bens:
Na verdade o grande medo dessas elites não é a corrupção. A corrupção só serve como desculpa esfarrapada para eliminação dos algozes da elite, pois práticas imorais são uma boa justificativa para eliminá-los. Mas o verdadeiro medo das elites é a melhoria na distribuição de renda. A elite sente horrorizada em ter que diminuir seus supérfluos bens para favorecer que pessoas humildes tenham mais acesso ao necessário. Elites odeiam a justiça, só se lembrando dela na hora de defender seus interesses excessivamente atendidos.

7) Direitistas não roubam?
Uma das coisas mais risíveis é o apoio dessa elite e de seus puxa-sacos é a crença de que a direita não rouba, o que faz com que apoiem corruptos de direita. A direita rouba mais do que a esquerda, mas por ser mais profissional na roubalheira, sabe muito bem esconder seus procedimentos desonestos, o que faz com que pareçam "honestos" diante dos olhos mais ingênuos. A esquerda, por não ter tradição na corrupção, não soube esconder o seu roubo, o que fez parecer responsável pelo "maior caso de corrpção ocorrido no país". O que não é verdade, pois fatos e documentos mostram que os governos de FHC a corrupção foi muito maior, embora silenciosa e discreta.

Direitistas, leiam mais, se informem mais e parem de falar besteiras. Vocês serão os primeiros traídos pelas lideranças que vocês idolatram e defendem .

Segue abaixo o que eu consegui filmar da Mini-Festação" niteroiense. Vejam como o mestre de cerimônias é um verdadeiro babaca, falando igualzinho aos playboys da Barra da Tijuca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.