domingo, 22 de março de 2015

Muitas reivindicações, nenhuma solução

Hoje completa uma semana da "histórica" manifestação contra o governo de Dilma Rousseff. Tudo bem que os governos petistas têm demonstrado total incompetência e que não fizeram a mudança prometida em suas campanhas, além de terem se associado a partidos e personalidades com histórico de corrupção e detentores e valores políticos e sociais bastante retrógrados. Alguma coisa tinha que ser feita cotra isso.

Mas uma sociedade cada vez mais emburrecida pela educação mal dada e completamente perdida pela falta e valores sólidos que possam ser seguidos, levaria essa condição de incompetência social para as ruas, preferindo apenas posar de politizados sem saber realmente o que quer para o país. Foi isso que destacou as manifestações do dia 15 de março.

Evidentemente todos saíram para denunciar um problema real, que é a incompetência do governo de Dilma. Além da inconformação contra o governo, outra coisa em comum com os manifestantes é que nenhum, mas nenhum mesmo ofereceu uma solução lógica e plausível para o país resolver seus problemas de corrupção e de incompetência governamental.

Claro que seria exagero dizer que foi um "protesto da elite", pois pessoas de mais variadas ideologias foram. mas o que na podemos esquecer que a nossa elite é ainda poderosa e rica e os mais influentes meios de comunicação estão nas mãos delas. não pensem que foram três nerds trancados em um quarto que organizaram as passeatas. Por mais que negasse, é evidente que a elite usou os principais meios para possibilitar que uma grande parte da população, mesmo pessoas comuns que não fazem parte dessa elite, mas e submete a ela*, saísse às ruas.

Aconteceu de tudo nas manifestações, menos propostas coerentes. Houve inclusive quem foi às manifestações apenas para se divertir e se sociabilizar. Gente quem nem sabia porque estava ali, mas fazia questão de estar no meio da multidão, fazendo a mesma coisa.

Houve até quem usou as manifestações para exalar seu ódio à humanidade, algo completamente inaceitável, mas que infelizmente tem crescido bastante. Um ódio que inevitavelmente vem acompanhado de burrice, pois a experiência histórica mostra que ódio sempre foi a pior solução, além de nunca ter resolvido nenhum problema. Pelo contrário, já que o ódio sempre causa problemas, muitos deles de alta gravidade.

As manifestações de 15/03 também foram marcadas por um desejo conservador. Não apenas para aquele que queriam a volta da ditadura (principal reivindicação boa parte dos odiosos), mas para movimentos que defendiam valores que não combinam com os tempos atuais, se esquecendo dos danos sofridos pela humanidade do passado. Esquecem quase todos que no passado não tínhamos acesso a informação e nem espontaneidade ara agir, pois sempre tínhamos que obedecer lideranças e circunstâncias. Espontaneidade, base da liberdade, que na minha opinião, é o maior direito que deveria ter o cidadão.

Uma minoria esmagada teve a coragem de fazer críticas coerentes.Haviam cartazes com críticas ao Capitalismo e até contra empresariado. Mas eram poucos. A grande maioria, pensando estar o PT fazendo Socialismo perfeito, baseando nas correntes que espalham absurdos e mentiras sobre as teorias de esquerda, Para quem realmente é politizado, sem estar de lado algum, sabe que os governos petistas estão falhando justamente por não abrir mão do Capitalismo, sistema que é garantido até pela Constituição Federal que todos deveriam estar lendo.

Essa falta de propostas coerentes e soluções realmente eficientes, digo que os protestos foram um fracasso. Mesmo merecendo as críticas, foi bom a Dilma não ter levado as manifestações à sério. Foi um carnaval fora de época onde a bravata odiosa foia principal trilha sonora. Uma Marcha da Família com cara pintada, confete e serpentina.

Os bons tempos de manifestações por nossos direitos ficaram no passado.

------------------------------------
* OBS: Para grande parte da população, o empresariado, mesmo os poderosos donos de empresas gigantescas, "fazem parte do povo". Donos e patrocinadores da grande mídia, empresários nunca riam jogar a população contra eles mesmos, elegendo como bodes expiatórios os políticos, sem revelar que os políticos mais corruptos e mais influentes também são empresários poderosos nas horas vagas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.