quarta-feira, 24 de abril de 2013

Quero uma esquerda não-lulista. Mas diferente das outras que estão aí

Eu me considero de Esquerda. É a ideologia mais adequada no momento para tentar resolver os problemas do país. Li O Capital de Marx e me identifiquei com o que estava escrito, além de perceber muito bem que o Socialismo de Marx nunca foi posto em prática.

Mas com esta onda de neodireitismo, com uma cambada de jovens riquinhos defendendo as injustiças do Capitalismo, dá a impressão que esta seria a alternativa pelo fracasso do esquerdismo brasileiro.E não é. 

Não dá para ser capitalista sendo altruísta e desejando o progresso real da sociedade. Os capitalistas falam muito em progresso, mas o que ele chamam de "progresso" se limita a arrumar a aparência e desenvolver - a critério deles - a tecnologia, se puder, driblando a ética, o bom senso e até a vida de cidadãos. Tradicionalmente, capitalistas são gananciosos, egoístas e mentirosos e não dá para ser capitalista sem ter estes defeitos. Definitivamente, Capitalismo não é a minha.

Mas essa esquerda que está aí, também não serve, ainda mais a dos petistas. Os petistas traíram (mudou o significado da sigla PT? Partido dos Traidores?) a sua filosofia original e resolveram fazer um Capitalismo moderado e enrustido, com projetos sociais que mais parecem esmola e que tem estimulado a preguiça e a explosão da natalidade em nosso país.

Os petistas não cumpriram a promessa de mudança que fizeram em suas campanhas de eleição. Não vejo muita mudança em nosso cotidiano, a não ser para pior. Com Lula, a cultura se espatifou e a alienação da população ficou mais forte. Mesmo com internet, a população brasileira se mantém burra e fútil, muito mais preocupada em divertir e consumir do que realmente desejar uma qualidade de vida. 

E toda essa futilidade foi muito bem estimulada pelos governos petistas que inclusive se sentem tranquilas em não investir mais nas faculdades, hoje entregues ao "patrocínio" de empresas e fundações americanas mal intencionadas em destruir a cultura brasileira (falarei mais a respeito futuramente).

Mas que opção eu tenho? Todos acharam conveniente criticar os governos de Lula e de Dilma, mas sem oferecer alternativas, soluções. Fico sem saber que direção tomar.

A esquerda brasileira é mofada, velha e em alguns aspectos, burra. PSOL, PSTU, PCO não inspiram confiança, por tomarem em várias ocasiões atitudes incoerentes com o Socialismo, além de viverem presos na Rússia dos bolcheviques. Péssima ideia embalsamar Lênin. Parece o Retrato de Dorian Gray do socialista Oscar Wilde, um de meus escritores favoritos: conserva-se o corpo de Lênin, para que o Socialismo apodreça e morra de uma vez por todas.

Estou aqui ainda esperando uma esquerda que possa me dizer o que quero ouvir. Não tolero o Capitalismo, festivo, alegre, renovador, na aparência, mas podre em sua essência ególatra e sádica. Mas essa esquerda que está aí... hummm... Me lembrei que sou alérgico a mofo. Seja de que orientação política for.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.