quarta-feira, 24 de outubro de 2012

O PTismo não é socialismo coisa nenhuma!

Os direitistas devem estar muito felizes com a condenação do "Mensalão". Para os simpatizantes da "doutrina dos Grandes Empresários", o episódio serviu para mostrar o "fracasso do Socialismo", como se os delitos cometidos pelos "mensaleiros" fossem o cumprimento fiel das regras socialistas. O que na verdade é o contrário, já que corrupção é algo tipicamente capitalista.

Mas este texto não é contra os direitistas. Os fãs de Abílio Diniz e Eike Batista receberão sua surra de cinta bem ardente, através de outro texto que estou preparando e que não tardará a ser publicado. Hoje a paulada vai nos esquerdinhas, os "socialistas" de fachada.

Os esquerdinhas também andam fazendo tudo errado. Sem querer acabaram favorecendo o Capitalismo e mais ainda essa onda de neodireitismo  que impulsionam muitos jovens, desiludidos com o fracasso dos movimentos sociais,  a aderirem ao cinismo de achar que a má distribuição de renda é "justa" e que os grandes capitalistas são "heróicos". São na verdade um bando de bundões.

Tão bundões quanto os esquerdinhas. Capitalistas e esquerdinhas são dois lados da mesma moeda. Os esquerdinhas agora, adotaram uma nova mania: puxar o saco dos pobres e comemorar o "enriquecimento" das classes mais carentes que agora recebem o rótulo vazio de "nova classe média", traduzindo o consumismo como "nova forma de qualidade de vida". Se favelados são "classe média", eu sou um ricaço.

Os esquerdinhas, no âmbito cultural, resolveram receber de braços - e pernas - abertos, todo o vandalismo cultural que estamos cada vez mais enjoados de ver na mídia, com uma decadente falange de "artistas" fajutos, criados em estúdios de gravadoras e completamente desprovidos de vocação e conhecimento musical, tendo essas características substituídas por fórmulas ditadas pela mídia e pelos donos dos meios de produção "cultural". A "cultura" de massa quer se impor como "cultura oficial" e quer o aval dos esquerdinhas para isso.

E isso é só uma parte do bolo podre a ser servido pelos esquerdinhas às classes dominadas. Estranho é perceber que o que os esquerdinhas fazem agrada e muito os capitalistas, poupando-os de criar uma nova ditadura, já que forjar uma prosperidade falsa é um excelente meio de amordaçar a população. Ainda mais a brasileira, que insistentemente vive recusando o conhecimento intelectualizado.

Os esquerdinhas brasileiros se alegram em ver o povo idiotizado, pensando ser isto uma forma de expressar a "felicidade". aqueles caras mal vestidos fazendo biquinho e o "V" da vitória em fotos ridículas no Facebook provam que tudo isso é só fachada e os pobres continuam tão miseráveis como antes. TVs de plasma e celulares não anulam misérias.

Isso favorece uma estagnação em nossa sociedade, mantendo a má distribuição de renda, disfarçada por uma inexpressiva redução de sua diferença, através de muito consumismo e poucas melhorias reais. Como brasileiro é um povo que não é sério, é meio infantilizado, receber "brinquedos" é considerado mais importante do que receber qualidade de vida. bom para os governantes esquerdinhas que não precisam gastar dinheiro com obras reais. TVs de plasma são caras, mas bem mais baratas que obras de melhorias concretas e necessárias. "Não tem o necessário? Contente-se com o supérfluo.": não é o que dizem?

Não confio nessa esquerda que está aí, caracterizado pela consagração dos governos de Lula e de Dilma e agora pela emersão do PSOL, partido paternalista, inimigo da cultura séria e focalizado em beneficiar apenas professores e sindicalistas. Representado pela figura de "galã" de Marcelo Freixo, arauto dos "funqueiros", o partido teve expressiva subida de votos nos lugares onde concorreu e já é bajulado por muitos blogueiros "progressistas" ingenuamente confiantes na forjada evolução econômica da classe pobre.

Me considero uma pessoa de esquerda, mas não essa esquerda que está aí. A esquerda que eu acredito não é representada por nenhum dos partidos existentes, todos fisiológicos e ideologicamente equivocados.

O verdadeiro Socialismo nunca foi posto em prática. O respeitoso temor que os brasileiros tem dos Grandes Empresários (espera de algum emprego dado por algum deles?), contribui ainda mais para que o Capitalismo se fortaleça, impedindo o surgimento de algum êxito socialista em nosso país. Até porque os planos sociais de Lula foram na verdade a manutenção de projetos de FHC, o grande intelectual brasilairo do Neoliberalismo, a base teórica do Capitalismo.

A condenação dos "Mensaleiros" não é a condenação do Socialismo. É a condenação do Capitalismo, provando que se é ruim a adesão de qualquer pessoa a um sistema excludente, injusto e autoritário, imagine a de "socialistas" de mentirinha, que defendem o povo no discurso, mas que nos bastidores recebem as belas notinhas coloridas - cada note de Real tem uma cor - vindas não importa de que menira.

"Os fins justificam os meios", não é, esquerdinhas e direitões?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.