quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Os candidatos não vão melhorar a Educação. E isso não é uma opinião. É um fato certo

Vejo nas campanhas para prefeito muitas promessas de melhorias na Educação. Tudo conversa fiada, pois sabemos que 9 entre 10 brasileiros, ainda veem a educação escolar apenas como um meio de garantir o futuro profissional, através de um currículo excessivamente exigente e completamente irreal e de uma carga horária estressante e desnecessária, além de não desenvolver as aptidões naturais de cada aluno, ainda tratado como se fosse uma caixa vazia a ser preenchida. Escolas se tornaram na verdade, fábricas de profissionais, que chegam ao mercado de trabalho tratados como se fossem meras máquinas, sem opinião, sem atitudes e sem direitos.

O conceito tradicional de Educação em nosso país é bem arcaico. Nossa Educação não estimula o senso crítico, o discernimento e a individualização de ideias. Ainda nos encontramos em um sistema que impõe a obediência, o cumprimento cego de deveres e onde a carga horária ainda é tida como elemento mais importante de um sistema que nunca consegue ensinar o essencial para suas crianças, preferindo impor uma rotina igual ao de um assalariado, com a desvantagem que ao invés de dinheiro, ganham notas, meros números que não trazem a dignidade nas vidas dos alunos.

E o que me assusta é que os adultos brasileiros agem como se nunca tivessem sido crianças, impondo para as crianças de hoje tudo aquilo que não gostariam que fosse imposto a eles quando crianças. Um ato de egoísmo irresponsável que ao invés de melhorar o mundo, piora cada vez mai, graças a estabilização de um sistema podre e falho que resulta no mau comportamento que os jovens e, principalmente os adultos de hoje, demonstram, pela total falta de discernimento e excesso de arrogância e teimosia.

E o que as autoridades propõem? Mantenha-se esse sistema. Apenas remunera-se melhor os professores, constroem mais escolas e amplia a carga horária para os alunos (o que acho na verdade o oposto do que deveria ser feito, pois tira a liberdade tão necessária à infância, transformando as crianças em robôs programados por estas escolas). Medidas que não estão diretamente relacionadas a Educação própriamente dita e em nada ajudam no desenvolvimento da personalidade de qualquer aluno.

Mas é evidente que os político nunca vão melhorar a Educação. E nem querem. Sabem que crianças bem educadas se transformam em cidadãos responsáveis. E cidadãos responsáveis não dão ouvidos a políticos mentirosos, cobrando destes maior atitude em suas gestões, o que significa diminuir o interesse destes, verdadeira razão que os motivou a seguir na carreira política. 

É interesse clássico dos políticos que a Educação sempre seja ruim. Em tempos de copa no Brasil, o que já era ruim promete piorar, pois se a educação é o setor que menos recebe verbas - propositadamente, deve receber menos ainda ou nada, para que as obras de embelezamento e maquiagem das cidades possam ser concluídas a tempo.

Claro que nas escolas existem alguns professores dispostos a estimular o discernimento nos alunos. Eu mesmo tive vários. Mas são casos isolados, muito mais por iniciativa de cada professor do que por melhoria no sistema que com toda a tecnologia e todas as pesquisas avançadas no setor de Pedagogia, ainda continua o mesmo de muitas décadas atrás.

Não esperemos melhorias na Educação. Cada criança que se eduque por si mesma, desenvolvendo opiniões próprias e recusando uma ideia errada, mesmo difundida pela grande mídia e seguida por ampla maioria da população. Cada pessoa deve por si só desenvolver suas atidões, pois se esperarmos alguma coisa de um sistema claramente e insistentemente falido, estaremos eternamente perdidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.